29 de setembro de 2014

Quem casa quer quarto (lindo)!


"Olá Vivi! Sou uma advogada recém casada, que ama decoração, mora num apê alugado e precisa de ajuda para repaginar seu quarto sem gastar muito. Adorei seu site, suas ideias e como você aplica bem as cores, quadros e tudo mais. Não sei como fazer para te "contratar", mas espero seu contato com a esperança de 2014 num quarto novo!"

E foi assim que a nossa história começou... 

Quando recebi o email da Carol há alguns meses atrás pensei na hora: Opa, esse é o tipo de desafio que eu gosto!

Quando eu leio emails de futuras clientes com as palavras mágicas RECÉM CASADA + APÊ ALUGADO + REPAGINAR SEM GASTAR MUITO, sempre dou meus pulinhos de alegria internos. kkkk Pra mim é bom demais ver um cômodo nascer de uma hora pra outra totalmente novo e com a criatividade que só os orçamentos reduzidos são capazes de exigir.

Respondi toda empolgada o email da Carol e fui lá conhecer seu quarto. E eu não poderia sair de lá mais satisfeita! Carol era um graça de pessoa, super alto astral, comunicativa e divertida. Já seu quarto era o oposto, uma "tela em branco" que pedia um novo desenho, vida e cor. 

Sem gastar muito! :-)


Quando precisamos fazer esse tipo de mágica (mudar muito e gastar pouco) a melhor opção sempre é investir em cores na base (tinta, papel de parede, adesivo etc) e nos objetos de decoração. Foi o que pensamos pro quarto da Carol ficar do jeitinho que ela sonhava. Olha só quanta diferença!


Bastou adicionar pitadas de cor aqui e ali pro quarto parecer outro! E nem foi preciso trocar os móveis existentes já que eram novos e o casal os adorava. 

Vamos conhecer um pouco mais sobre as soluções desse quartinho-ninho-de-amor-repaginado? :-)


O maior destaque do quarto era a grande parede da cabeceira que até então não tinha nenhum atrativo. A sugestão para chamar a atenção e criar um ponto de interesse foi instalar um lambri de madeira pintado de amarelo em toda a extensão da parede. 

Com essa divisão, que também ajudou a demarcar a cabeceira da cama box, conseguimos usar dois tons de tintas, uma logo abaixo (Cinza Titânio da Coral) e o tom rosa antigo na parte de cima (cor criada por mim misturando Titânio (cinza) + Sonata (rosa queimado) + Branco Neve, todas da Coral).


Os acessórios fofos (pra combinar com a fofura da Carol) dão o charme na transformação do quarto.

A mesinha de cabeceira ganhou novos puxadores de vidro, o abajur de garrafa, os quadros e a almofadona chevron levaram cores e alegria pro ambiente. Que astral bom!


Até a poltrona reclinável do Xande, marido da Carol, teve seu merecido destaque. Bastou colocar uma luminária de piso e uma almofadinha pra fazer o espaço dele se transformar num delicioso cantinho de leitura. Delícia!


O quadrinho com ilustração de São Jorge foi uma criação minha e presente para o casal. O santinho do coração deles também merece seu cantinho especial né?


A parede oposta a cabeceira da cama recebeu uma nova cor, a Sonata da Coral. Note que o quarto ganhou três cores diferentes mas que combinam entre si. Isso levou harmonia ao espaço e deixou tudo mais interessante. Como esta parede receberia objetos mais femininos, optamos por esse tom de rosa queimado lindo de morrer. Adoro!


Para integrar melhor o espaço optamos por fazer uma bancada de madeira que ficasse apoiada na cômoda que o casal já possuia. Com isso criamos mais apoio para objetos e acessórios e equilibramos as alturas da cômoda, do frigobar e do pufe.

 

O ponto alto do quarto da Carol sem dúvida é a linda varandinha que ele tem. Repare na foto do "antes" lá de cima e vejam como ela ganhou vida e alegria gastando bem pouquinho.


A mesinha de ferro que já estava no ambiente foi pintada com tinta amarela e ganhou adesivo estampado embaixo do tampo de vidro. Ficou outra! 

As cadeiras antigas pesavam visualmente o conjunto além de ocuparem muito espaço. Novas cadeiras dobráveis de madeira foram compradas e ganharam uma bossa a mais com a pintura em spray verde-água do encosto.


A varandinha da Carol e do Xande não tinha uma iluminação sequer. Daí criamos esse novo ponto de luz usando duas luminárias enroladas num gancho preso na parede. Daí é só ligar na tomada pra ter um climinha gostoso durante a noite, ou lâmpadas mais potentes para iluminar mais.

Uma garrafa de vinho deixará esse cenário ainda melhor! :-)


Vamos ver o que a gente mais gostou no quarto do casal?


1- Não sei se você percebeu mais as paredes do quarto do casal são todas cheias de recortes, vigas e ângulos estranhos. Para minimar isso um truque é colocar cor numa delas. O que a princípio era estranho passa a ser ponto de destaque que mais parece um recurso arquitetônico criado propositalmente. 

2- Um móvel simples não precisa ser sem graça. Um toque de tinta e cor fazem milagres e deixam tudo mais interessante. Não tenha medo de customizar peças antigas e também as novas! 

3- Ao criar a bancada para a TV ganhamos também um ponto de interesse decorativo. Como a parede tinha muitos recortes e ela teve que acompanhar esse desenho a bancada não ficou reta e sem graça. Um bom marceneiro sempre é o melhor investimento. 

4- O uso do lambri ou até mesmo de um alisar de porta é um recurso barato e divertido para dar uma bossa na parede delimitando cores e espaços. Adoramos! 

5- A bancada de madeira apoiada na cômoda foi a solução para integrar o espaço dos eletrodomésticos. Como a bancada é solta fica fácil de tirar tudo pra limpar, diferentemente dos móveis planejados e fixos. Vai se mudar? Leva tudo!

Quem gosta de detalhes aí levanta o dedo?! Euuuuuuuu!!!!!


Tudo lindo né gente?! Tô in love por cada cantinho desse cantinho! :-)

Fiz até uma foto do ambiente com a luz natural de um final de tarde pra vocês sentirem o nível do aconchego!


Em pouco tempo e com pouco grana é possível fazer do seu quarto, da sua sala ou de qualquer espaço na sua casa, um lugar mais lindo e mais gostoso de se viver. Pode acreditar!
. . .

Carol querida, foi um prazer enorme dar a minha pequena contribuição nesse pedacinho da sua vida. Espero do fundo do coração que este novo ambiente te abrace todos os dias, te trazendo a paz e a serenidade para lidar com as alegrias e tristezas que a vida nos traz. Que você e o Xande sejam muito felizes dentro e fora dessas quatro paredes e que em breve esse amor que é feito de dois, possa vir a ser feito de três. :-)
. . .

Sim, eu faço clientes e amigos. 

E também termino de escrever post com a cara inchada!  #manteigaderretidafeelings kkkkk

22 de setembro de 2014

Tudo que é bom pode ficar melhor!


Desculpem o trocadilho infame da frase de chamada! Não resisti! :-)

O post de hoje foi feitinho pra inspirar você. Conheça a história de uma estante que quase foi colocada pra fora de casa por falta de um olhar carinhoso!

Com vocês ela, a protagonista da história...


Sim, ela foi cruelmente desprezada. Uma estante cheia de potencial que há pouco chegou a frequentar as páginas de um site de vendas, hoje frequenta a sala da minha casa com muito orgulho. 

Há um tempo atrás, na época do desapego da minha sala de estar (vendi e doei muitos móveis e objetos) essa estante também quase foi parar em outro lar. 

Coloquei a bichinha pra vender e pra minha surpresa ninguém quis compra-lá. :-( Mas como tudo na vida, há males que vêm para o bem!

Depois de perceber que ela continuaria por aqui, resolvi deixá-la mais com a minha cara. Então tratei de botar a cabeça pra funcionar e pensar na maneira de fazê-la ficar mais feliz e moderninha.

E acho que consegui, se liga só!


Bastaram duas demãos de tinta spray preto fosco e a troca das prateleiras de vidro por outras de madeira (compensado de 2cm) pra dar um tapa bem dado na gracinha e fazê-la "conversar" com o resto da decoração da minha sala.

Trocando os materiais consegui operar um verdadeiro milagre no astral da estante outrora renegada! Veja só!


Moral da história: Basta a gente olhar com mais amor e atenção a tudo que não curtimos mais na nossa casa pra transformar o "desencantado" em encantador novamente! A solução pode não ser tão óbvia num primeiro momento, mas não percamos as esperanças! Tudo pode ficar mais bonito e mais com a nossa cara! Acredite!

Seguem mais detalhes e dicas pra você se inspirar e botar pra quebrar aí na sua casinha também!








E aí, curtiu? Conta aí!?

Espero que vocês tenham gostado tanto quando eu e possam se inspirar na ideia!

Apesar estar apaixonada no grau mil pelo meu móvel novo, meu pai e a empregada preferiam a estante como estava antes! O que eu posso dizer é que tô feliz pra caramba com o resultado. Espero que eles se acostumem! kkkkk

4 de setembro de 2014

Liquidação boa, bonita e do bem!


Até o dia 7 de setembro, a Rede Asta promove bazar com super saldos da coleção passada na loja em Laranjeiras e no site (www.redeasta.com.br). Com até 50% de desconto, são produtos de casa e decoração cheios de histórias, feitos por centenas de mulheres artesãs moradoras de regiões de baixo poder aquisitivo no país. 

Entre as opções para a casa estão as almofadas, bandejas, tapete, peso de porta, jogo americano, luminária, cachepot e muito mais. Já entre os acessórios, são muitas as opções de colares e bolsas, com destaque para a Pirarupet, bolsa inspirada na escama do peixe Pirarucu. 

A Rede Asta funciona das 10h às 19h e, aos sábados, das 9h às 15h. O endereço é Rua General Glicério, 440, Loja B, em Laranjeiras.


A Rede Asta leva aos consumidores produtos de design feitos à mão de alto valor agregado, produzidos com orientação de designers. A missão da Rede Asta é contribuir para a diminuição da desigualdade social brasileira, fazendo do consumo uma ferramenta de inclusão social e econômica. O modelo de trabalho da Asta valoriza quem produz, respeita o meio ambiente e cria relações econômicas justas para toda a cadeia. 

Quando o consumidor adquire um item da Rede Asta, ele tem em suas mãos um produto do bem, sustentável, e que além de bom e bonito, ajuda a transformar a vida dessas mulheres, moradoras de comunidades de baixo poder aquisitivo do país. São mais de 60 grupos produtivos que totalizam mais de 700 artesãs. Os produtos estão disponíveis para compra no site.

Conheça alguns produtos que estão na liquidação e um pouco de suas histórias!
1 - Arandela Tramada 30 cm 
R$ 99,90 Por: R$ 42,90
Esta arandela é feita de um material inusitado: o Vegplac, feito de diversas fibras vegetais oriundas de resíduos da produção agrícola, como a bananeira, pupunheira, flores tropicais, coco, dentre outras. As artesãs do Mulheres da Reserva Botânica processam essas fibras e formam placas finas, lisas, impermeáveis e biodegradáveis. Em sua composição, somente produtos com as mesmas propriedades são agregados e o resultado é um processo limpo e inovador. Depois elas aplicam o tecido doado pela Rede Asta, para que o produto ganhe cor e estampa. 

2- Capa de Almofada Retangular Seda Garda 30 x 50 
R$ 49,90 Por: R$ 29,90
Capa de almofada Seda Garda. Feita a partir de tecidos finos estampados doados. De um lado com diversas estampas e de outro uma única cor.
Não vem com enchimento.
O grupo que produz essa peça é o Valentinas.

3- Estandarte 
R$ 199,90 Por: R$ 59,90
Foram necessários 894 lacres de latinha de Coca-Cola para montar este estandarte. Feito com tiras de couro em cores harmoniosas, trançadas nos lacres manualmente, uma a uma, este produto dará um toque diferenciado na decoração de qualquer ambiente. A riqueza dos detalhes mostra toda a dedicação dos artesãos que criaram esta peça.
O grupo que produz essa peça é o Irmãos T, de Parintins, na Amazônia.

4- Sousplat Catavento 
R$ 32,90 Por: R$ 22,90
Sousplat Catavento de malote bancário. O Grupo Nós do Ponto Chic, transforma as doações de malotes bancários nesse prático sousplat. Criado em 1995, no município de Nova Iguaçu (RJ), doze integrantes que formam o grupo Nós do Ponto Chic, são especializadas na criação de peças com malotes bancários, produzindo caminhos de mesa, jogos americanos e descansos de panela.

5- Banco de Madeira Floral P 36 cm 
R$ 79,90 Por: R$ 59,90
Banco produzido a partir da reutilização de pallets descartados, fabricados em madeira. O produto possui visual de inspiração retrô, além de ser uma peça ecologicamente correta, devido a sua matéria-prima provir do reaproveitamento de materiais. Este banco é feito de reaproveitamento de pallet, madeira para uso interno, não pode ficar exposto ao sol e a chuva. Tecido impermeabilizado podendo apoiar objetos molhados, porém não pode ser exposto ou molhado diretamente.
O grupo que produz essa peça é o Bicho Carpinteiro, localizado em São João do Meriti, no Rio de Janeiro.

6- Bandeja Natural Bordô P 
De R$ 24,90 Por: R$ 15,90
Bandeja tramada manualmente com taboa, fios de algodão, bambu e retalhos de tecidos de chita. A natureza dá os recursos e as artesãs do grupo Oficina das Ervas tecem esta peça no tear. Ela é ideal para servir qualquer tipo de refeição ou ser usada como decoração do ambiente. Conta com duas alças laterais, trazendo mais praticidade no manuseio.
O grupo que produz essa peça é o Oficina das Ervas. Localizado em Lumiar, 5° distrito do município de Nova Friburgo, o Grupo Oficina das Ervas é formada por oito artesãs que com apenas três teares produzem almofadas e tapetes feitos com a taboa retirada dos rios próximos e fios que elas compram em Friburgo e tingem com pigmentos naturais lá mesmo.

7- Tapete Alice 40 x 70 
R$ 45,00 Por: R$ 22,90
Versátil, esse tapete todo feito em tear manual, pode decorar salas de estar, escritórios e quartos, tornando o ambiente mais agradável e descontraído.
O grupo que produz essa peça é o grupo Ecopolo.

8- Jogo Americano Cordel Verde (1 unidade) 
R$ 24,90 Por: R$ 12,00
Feito pelo Grupo Nós do Ponto Chic, que transforma as doações de malotes bancários nesse prático jogo americano e possui um bolso para facilitar a organização dos talheres.

9- Móbile Porta Retrato Azul 6 fotos 
De R$ 79,90 Por R$59,90
Móbile de Porta retrato feitos de papel jornal trançados e pintados à mão. A moldura é feita com papel couro e o acabamento em papel Kraft. Para uso de até 6 fotos tamanho 10 cm x 15 cm horizontais. Conta com acetato para proteger as fotos. O grupo que produz essa peça é o grupo Arte em Família.

. . . 
Promete que você vai dar um pulinho na Asta pra aproveitar esse super saldão? 
Promete também que se você for vai me avisar?! 
A Asta fica literalmente na minha rua e eu vou amar fazer comprinhas junto com você! 
Te espero então! :-)


SUPER SALDOS DA REDE ASTA (www.redeasta.com.br)
Dias: de 29 de agosto a 7 de setembro
Horário: sexta - 10h às 19h e sábado - 9h às 15h
End: Rua General Glicério, 440 Loja B - Laranjeiras
Mais informações: (21) 3217-9967

11 de agosto de 2014

Arquitetura de interiores: Aqui o papo é POP!


Já imaginou estar perto de grandes nomes da arquitetura de interiores do Brasil num só lugar e ainda aprender com eles?

Está é a proposta do Curso Arquitetura de Interiores promovido pela escola POP - Polo de Pensamento Contemporâneo , um espaço que promove cursos de diversas áreas do conhecimento a fim de promover e difundir ideias.

Neste curso de 8 aulas, os alunos contarão com a oportunidade de se aproximar de talentosos profissionais da arquitetura de interiores a partir da curadoria de Bel Lobo. Nada mal heim?! :-)

Os encontros foram organizados em torno de temas fundamentais para se pensar e projetar os interiores: função, estilo, cor, superfícies, mobiliário, luz, fluxos, sustentabilidade. 




O curso é destinado a todos aqueles interessados pela arquitetura de interiores em geral (NÓS!!!), e pretende apresentar, através de diferentes práticas profissionais, possíveis formas de abordagem para o tema.


Dá só uma olhada no cronograma do curso:

20 de agosto Bel Lobo
Introdução à arquitetura de interiores

Bel Lobo é arquiteta formada pela UFRJ. Sócia da be.bo., coletivo de arquitetos, realiza diversos tipos de projetos, de residências a cenários, mas principalmente projetos para espaços comerciais, como restaurantes e cadeias de lojas em todo o Brasil e também no exterior, entre eles a Livraria da Travessa, a Farm e o restaurante Zuka. Desde 2011, também esteve à frente do programa Decora, no GNT.


27 de agosto Ivan Rezende
Espaço: escala, fluxos, dimensionamento

Ivan Rezende é arquiteto formado pela UFRJ, com extensão universitária pela Universidade de Navarra, na Espanha, e professor de MBA, em Gestão para Escritórios de Arquitetura da FGV Management – Fundação Getúlio Vargas. Coordena o escritório Ivan Rezende Arquitetura, onde desenvolve projetos para o Brasil e exterior nas áreas de arquitetura e desenho de produtos. Recebeu o 1º lugar na 44ª Premiação Anual IAB – RJ - Categoria Arquitetura de Interior para fins residenciais e comerciais Restaurante Tenkai, e o 1º lugar no 18º Prêmio Design Museu da Casa Brasileira - categoria mobiliário para a Linha Bandeirola.

03 de setembro Paula Neder
Superfícies: materiais, cores e acabamentos

Paula Neder é mestre em Arquitetura pela UFRJ e se formou em arquitetura na Universidade Santa Úrsula no Rio de Janeiro. Dirige o escritório Paula Neder Arquitetos Associados e Studio PN. Participa do conselho da ABD – Associação Brasileira de Designers de Interiores e Arquitetos, além de dar aulas em diversos cursos como a pós-graduação em Design de Interiores da PUC Rio, o curso de arquitetura da Universidade Estácio de Sá e coordena o MBA de Gestão para Escritórios de Arquitetura e Design de Interiores na Fundação Getúlio Vargas. Possui experiência em projetos residenciais e comerciais realizados tanto no Brasil como no exterior, participa das principais mostras de arquitetura do país, como Casa Cor e Mostra Artefacto.

10 de setembro Ricardo Campos
Projetos comerciais: criatividade e funcionalidade

Ricardo Campos é arquiteto, escultor e designer, formado pela UFF. Tem também formação em joalheria com Márcio Mattar. É responsável pela elaboração de mais de 1.800 projetos comerciais e residenciais personalizados. Hoje à frente da Santa Irreverência tem como clientes redes como: Animale, Dress To, Alessandro & Frederico, Wöllner e Balada Mix.


17 de setembro Ruy Rezende 
Sustentabilidade em arquitetura: um olhar do presente para o futuro

Ruy Rezende é arquiteto e urbanista. Fundou a rra em 1987 e desenvolve projetos em diversas áreas, especialmente, em arquitetura corporativa, crítica e urbanismo. É uma das grandes referências em projetos alinhados à sustentabilidade. Alguns de seus trabalhos premiados: Universidade Petrobras, que foi o 1º LEED Core & Shell na América Latina, e o Parque Madureira.


24 de setembro Lia Siqueira e Maneco Quinderé 
Detalhamento e mobiliário

Lia Siqueira é arquiteta e urbanista, formada pela Universidade Santa Úrsula no Rio de Janeiro. Foi premiada pelo IAB, Instituto dos Arquitetos do Brasil, nos anos 1991, 1993, 1994, 2008 e 2011, no MOVESP e obteve o selo RIOfazDesign. Premiada internacionalmente pelo IF Design e Red Dot Design. Participou de várias edições do Casa Cor Rio e das Feiras Metro Design. Seus móveis estão expostos na Etel Marcenaria, São Paulo, e na Espasso, New York. Seus trabalhos foram publicados em revistas e livros no Brasil e no exterior.

Maneco Quinderé é light designer. Faz trabalhos de iluminação para arquitetura e design, atua em produções comerciais e trabalhos experimentais. Assinou a luz de diversos espetáculos, como: Exercício nº 1; Pérola; Melodrama; As Centenárias; O púcaro Búlgaro; Hamlet; Medeia; Antonio e Cleópatra; A Gaivota; Não Sou Feliz, Mas tenho Marido; Moby Dick; In On It e Hair Spray, entre outros.

1 de outubro Miguel Pinto Guimarães 
Projetos residenciais: modernidade aliada à subjetividade

Miguel Pinto Guimarães é arquiteto e urbanista formado pela FAU-UFRJ. Montou seu primeiro escritório com Thiago Bernardes no final de 1993 até 2001. Dois anos depois, fundou a MPGAA (Miguel Pinto Guimarães Associados). Assina projetos comerciais como: Restaurantes Duo e Uniko, Pizzaria Fiammetta, Restaurantes Oro e Pipo, Restaurante Esch Café, Restaurante Rubayat RJ, etc., além de também assinar diversos projetos residenciais no RJ e SP.

08 de outubro Mônica Lobo
Iluminação de interiores: redimensionando o espaço

Mônica Lobo é arquiteta, formada pela Universidade Santa Úrsula. Fundou a LD Studio em 1997 e, desde então, desenvolve projetos de iluminação em arquitetura. Recebeu prêmios internacionais, em 2000 -Illuminating Engineering Society of North America (IESNA) e em 2006 International Association of Lighting Designers (IALD), instituições de grande prestígio neste universo. Atualmente desenvolve a iluminação para os projetos do Museu da Imagem e do Som (MIS), o Museu do Amanhã, e o Hotel Grand Hyatt na Barra, entre outros.

. . .

Imperdível não? Minha matrícula já está feita! \o/  \o/  \o/  \o/ 

Que tal fazer a sua? #ficadica

Rua Conde Afonso Celso, 103
Jardim Botânico, CEP 22461-060
Tel. (21) 2286-3299 e 2286-3682

7 de agosto de 2014

Lixo-Luxo: Um móvel retrô direto da caçamba!


Dessa vez não fui eu quem estava passando pela caçamba certa na hora certa! 

Foi o meu sobrinho, Breno, de apenas 11 aninhos! :-)

Sabendo da paixão de sua querida dinda por resgatar tesouros das profundezas das caçambas sem fim, Breno não teve dúvidas...Me presenteou com duas lindas gavetas velhas que encontrou no caminho da escola pra casa kkk (provavelmente frutos de algum escritório desfeito).

Nem preciso dizer o tamanho do orgulho né? Meu menino sabe das coisas! :-)

Como o presente veio cheio de carinho, a responsabilidade de transformá-lo em algo que o sobrinho pudesse se orgulhar foi ainda maior.

Depois de ficar algumas semanas olhando pras gavetinhas gêmeas, eis que surge a solução: Elas permaneceriam unidas para sempre, em forma de um móvelzinho simpático e com carinha de antiguinho. Acho que acertei na mosca!

Bastou pregá-las uma na outra e adicionar uns pezinhos palito que eu já tinha em casa (sobra de um outro projeto que não saiu do papel), pra elas virarem essa belezinha cheia de personalidade aí! 

Diz se não foi uma mudança e tanto, heim?!


E o melhor de tudo, quase não deu trabalho! Espia só as pequenas etapas da transformação:


Você deve estar se pensando: Achar gavetas no lixo é até fácil se comparado a árdua missão de encontrar pés palito pra vender por aí. No que eu te respondo: Essa missão ERA difícil. 

A nossa blogueira e arteira Ana Medeiros do A Casa que Minha Vó Queria, tem uma lojinha simpática que envia os tais pezinhos ai na porta da sua casa. \o/

Tem de vários tamanhos e com certeza um se adaptará ao movelzinho que você vai criar. Um verdadeiro achado!

De posse dessa informação valiosa, vamos dar mais uma olhadinha nessa gracinha que nasceu pra vida a quase custo zero? 

Além de lindo, o danadinho é versátil pra caramba. Fica bacana em qualquer lugar da casa. Vejam só!

 

E também...
 
  
 

Ah gente, deixa eu ser mãe-coruja, deixa! :-)